sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Traduzindo: Hummm... Yummy... delícia.

Adoro quando a vida nos apresenta a uma pessoa que te apresenta a várias outras.
Marianna Tavares cruzou minha história durante um churrasco na casa de um grande amigo em comum e descobrimos que algo nos fascina, a gastronomia.

Além de ser cozinheira de mão cheia, um amor de pessoa, ela traduz do inglês para o português alguns dos programas de gastronomia mais famosos da TV. Formada em Direito pela PUC/RJ,  em 2000 fez o curso de formação de tradutores do prof. Daniel Brilhante de Brito. Começou a carreira de tradutora como estagiária na Gemini Media e desde então traduz filmes, reality shows, documentários, mas principalmente programas de culinária como o de Nigella Lawson e Gordon Ramsay, além de Jamie Oliver e G. Garvin.

Não disse que a tradução seria em sons!?

Stella: Você é tradutora há muitos anos em uma reconhecida empresa do ramo, atualmente trabalha com programas de TV de muito sucesso na área da gastronomia, como surgiu esta oportunidade?
Marianna:  Sempre amei cozinhar. Minha avó materna foi a melhor cozinheira que eu conheci. Eu me lembro do cheiro da casa dela até hoje. Quando ela faleceu, em 1982, eu tinha 9 anos e fiquei arrasada. Então, aprender a cozinhar foi uma forma de ter sempre a minha avó comigo. Guardar comigo uma parte dela. Cozinho desde os 9 anos de idade e assisto todo e qualquer programa que apareça, assistia desde Ofélia até Great Chefs (do antigo canal Superstation, eu acho), Frugal Gourmet, Ana Maria etc. A oportunidade de traduzir programas de culinária surgiu quando apareceu o 1º programa lá na Gemini. Assim que a minha chefe falou que havia chegado um programa de culinária, eu pedi para fazer, e faço até hoje.

Stella: Qual é seu chef favorito na TV?
Marianna: Meu chef favorito? Bem, eu amo a Nigella, o Jamie, Anna Olson e muitos outros. Mas o maior artista para mim se chama Guy Rubino. Ele é um chef canadense genial, faz culinária de alta classe. Além de dominar a arte da culinária, o cara tem um senso de estética fantástico. Faz pratos lindos e harmoniosos.

Stella: Qual chefe combina mais com a sua personalidade?
Marianna: O chef que mais combina com a minha personalide? Fácil. Nigella Lawson all the way!


Stella: Qual é seu restaurante preferido?
Marianna: Meu restaurante preferido? Hmmm olha, como eu moro em Campinas tem pouco tempo, não tenho nenhum preferido aqui. Mas no Rio de Janeiro são diversos. Um dos que eu mais amava lá era o Locanda Della Mimosa, do chef Dânio Braga. Fui poucas vezes, mas me marcou muito.


Stella: O que é comer bem na sua opinião?  
Marianna: Comer bem para mim não significa comer apenas pratos finos. Acho que isso faz parte da experiência gastronômica, mas não a define. Comer bem é comer algo delicioso, feito com cuidado, por quem tem prazer de cozinhar. É comer algo que você está louco para comer faz tempo, pode ser um risoto divino ou uma coxinha de galinha. Comer bem é saber apreciar a comida e valorizar a pessoa que a preparou, seja ela a sua empregada, sua esposa ou marido, ou uma vovó querida que vai ficar para sempre com você.

Pedi uma receita para compartilhar com vocês que ela adore fazer e comer. Vamos lá.

Panquecas Americanas


Ingredientes:
3 ovos grandes
1 xícara de leite (240ml)
1/3 xícara de manteiga derretida
1 colher de chá de baunilha
1 ½ xícara de farinha de trigo
3 colheres de sopa de açúcar
uma pitada de sal
uma pitada de noz-moscada
uma colher de chá de fermento
óleo para fritar
Preparo:
Separe as claras das gemas. Reserve as claras. Misture as gemas ao leite, com a manteiga e a baunilha. Misture os ingredientes secos (farinha, açúcar, sal, noz-moscada e fermento.)
Bata as claras em neve. Misture os líquidos aos secos. Misture as claras com cuidado.
Frite as panquecas em pouquíssimo óleo. Uma concha rasa para cada panqueca. Sirva com manteiga, mel, cream cheese ou calda Butterscotch.


Calda Butterscotch da Nigella (adaptada)

Ingredientes:
¾ de xícara de Karo (cerca de metade de um pote de 360g)
¾ de xícara de açúcar mascavo
1 dose de uísque ou Drambuie (é melhor)
2 colheres de chá de baunilha
uma caixa de creme de leite
Preparo:
Numa panela despeje o Karo e o açúcar. Deixe ferver e derreter até borbulhar bastante. Fique de olho no fogo para não queimar a calda. Acrescente a dose de uísque ou Drambuie e a baunilha, mexa um pouco. Acrescente a caixinha de creme de leite, mexa um pouco mais. Apague o fogo. Sirva com sorvetes, bolos ou panquecas.
OBS: é adaptada pq a receita da Nigella leva Golden Syrup, mas não temos isso aqui. O que chega mais perto é o karo, mel não.
 
Preparem a receita num domingo, reúna os amigos, abram um espumante e sirvam com suco de laranja ou pêssego. Comprem pães variados, queijos, cafézinho fresco e deixem o tempo passar.

4 comentários:

  1. Gostei da entrevista e das receitas. Só falta agora conferir no paladar. Valeu. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Faz tempo que vc não publicava, hein?! Adorei! Muito legal saber que a tradutora gosta de cozinhar e comer bem... Saudades!

    ResponderExcluir
  3. Vc voltou a postar!!!!

    Não nos abandone mais!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. What a great blog!

    This looks so delicious!

    Have a nice time!
    Paula

    ResponderExcluir

Seguidores